“Yakult Ladies”


Em 1925, o Japão apresentava alto índice de mortalidade infantil por infecções intestinais. Inconformado com isso, o Dr. Minoru Shirota inicia seus estudos sobre lactobacilos intestinais, mas só no ano de 1930, após anos de contínuas pesquisas, Dr. Shirota selecionou uma espécie de lactobacilos, resistentes à acidez do estômago e, que se mantendo vivos no intestino.Cinco anos depois, foi desenvolvido o Leite Fermentado Yakult alimento à base de leite desnatado e fermentado com os Lactobacillus casei Shirota. Para que ele estivesse facilmente disponível para o maior número de pessoas, foi adotado o sistema de entrega domiciliar. Em 1938, Yakult foi registrado como marca e no ano de 1955 é estabelecido o instituto de pesquisa na cidade de Kyoto. Em 1963, com o objetivo de dar continuidade ao trabalho iniciado pelo Dr. Minoru Shirota, a distribuição do Leite Fermentado Yakult no Japão passou a contar com as “Yakult Ladies”, aqui no Brasil conhecidas como C.As (Comerciantes Ambulantes Autônomas).E então foi ai que começou e até nos dias de hoje, as moças do Yakult que em todo mundo, como por exemplo no Japão.

Aqui no japão as chamadas “Yakult Ladies” em algumas da cidade usam bicicletas outras usam motocicletas e o uniforme também variam dependendo da cidade.


Diferente é no Brasil que as moças andam quilômetros a pé empurrando o carrinho, debaixo de sol, ou chuva.

Aqui também encontramos outro produto parecido tambem feito de lactobacilos vivos e é ótimo para o intestino e até chamamos de yakult de caixinha de 1 litro numa tipo caixinha longa vida.

fonte: http://www.diario-da-tereza.com.br/2010/03/yakult.html

http://mundodasmarcas.blogspot.com/2006/06/yakult-lactobacilos-vivos.html

 

HÁ QUEM PASSE PELA VIDA…



 
 Há quem passe e deixe só cicatrizes,
Há quem passe semeando flores.
Há quem passe banhando-nos em lágrimas,
Há quem passe disposto a secá-las.
Há quem passe torcendo por nossa vitória,
Há quem passe aplaudindo nossos fracassos.
Há quem passe ajudando-nos a levantar,
Há quem passe fazendo-nos cair.
Há quem passe como sombra,
Há quem passe como luz.
Há quem passe como pedra no caminho,
Há quem passe como pedra de construção.
Há quem para todo todo deslize veja uma falha
irreparável,
Há quem nos ofereça o perdão.
Há quem ignore nossos erros,
Há quem nos ajude a corrigir.
Há quem passe rápido, veloz, despercebido,
Há quem deixe marcas profundas.
Há quem simplesmente passe,
Há quem fique para sempre no coração.
Há quem passe pela vida,
Mas, há quem não deixe a vida passar
Sem um gesto de carinho,
Sem o AMOR ofertar!

 Regina Célia Suppi