Facil e difícil

Falar é fácil, quando se tem te, palavras que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes, o que realmente queremos dizer.

Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ela deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas horas e dizer sempre a verdade quando for preciso.

Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre ela.
Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer.

Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.
Difícil é mentir para o nosso coração.

Fácil é ver o que queremos enxergar.
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto.

Fácil é dizer “oi”, ou “como vai ?”. Difícil é dizer “adeus”.

Fácil é ouvir a música que toca. Difícil é ouvir a própria consciência.

Fácil é perguntar o que deseja saber. 

Difícil é estar preparado para escutar esta resposta.

Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade. 
Difícil é sorrir com vontade de chorar ou vice-versa.

Fácil é beijar. Difícil é entregar a alma!

Fácil é ditar regras. Difícil é seguí-las.

Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho.

Fácil é exibir sua vitória a todos. Difícil é assumir a sua derrota com dignidade.

Fácil é viver o presente.Difícil é se desvencilhar do passado.

Fácil é tropeçar em uma pedra. Difícil é levantar de uma queda, todo machucado.

Fácil é desfrutar a vida a cada dia. Difícil é dar o verdadeiro valor a ela.